Por, Tânia Coelho dos Santos

O que é Sephora ?

O que é SEPHORA? É o nome da mulher de Moisés, um significante sonoro que extraí de uma passagem poética do seminário 10 de Lacan sobre o Êxodo. Não tem sentido, aponta o Real da pulsão, uma estrutura que se funda no corte, que é esta vontade de recomeço com novos custos. Constituí o Núcleo Sephora de Pesquisa sobre o Moderno e o Contemporâneo em 1999, dez anos depois que entrei no Programa de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica. Em 2003, o Núcleo tornou-se uma Associação Civil sem fins lucrativos e, em 2010, finalmente, surgiu o Instituto Sephora de Ensino e Pesquisa de Orientação Lacaniana. São 22 anos de pesquisa na pós-graduação com financiamento da FAPERJ, do CNPq e da Capes. Deste percurso resultou um grupo coeso que se dedica ao ensino, à transmissão, à pesquisa e à clínica psicanalítica. O significante SEPHORA talvez seja apenas um sinthoma cujo destino é repetir o mesmo êxodo que levou Moisés rumo à terra prometida.




Revista

a SEPHallus

Não pode ser uma coincidência. Quatro artigos nos foram enviados para esse número versando sobre o tema do amor. Será que ainda existe alguma coisa nova a dizer sobre isso? Poetas, cantadores, dramaturgos, escritores e apaixonados já disseram tudo ou haveria ainda alguma coisa a dizer? Este número traz o tema a baila e esperamos despertar o interesse do leitor pela grande qualidade desses escritos. Carlos Alberto R. Costa e Rebeca Espinosa Amaral trazem reflexões psicanalíticas sobre o amor a partir de Eros, uma das palavras utilizadas pelos gregos para definir o amor, lembrando que este pode ser um caminho para trabalhar a temática amorosa. Acreditam que essa investigação no campo psicanalítico apresenta importantes referências e alusões a este termo. Para isso, apontam algumas articulações entre o conceito de amor na psicanálise e o conceito de Eros.

Patrocínio:


patrocinadores

Saiba mais a respeito

Entre em contato conosco:

isepol.sephora@gmail.com